Publicado em: 07/12/2020

Utilizando a nova ferramenta, o Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf), principal documento de arrecadação do Governo Federal, passará a ter um QR Code que permitirá o pagamento pelo novo sistema do Banco Central. Em primeiro momento, só poderão pagar o Darf pelo Pix, empresas obrigadas a entregar Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais Previdenciários e de Outras Entidades e Fundos (DCTFWeb).

E ainda no mês de dezembro, a Receita Federal pretende incorporar o QR Code do Pix ao Documento de Arrecadação do eSocial (DAE), utilizado por todos os empregadores domésticos, envolvendo cerca de um milhão de pagamentos todos os meses.

No início de janeiro de 2021, o QR Code do Pix será incorporado também ao Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), facilitando os 9 milhões de pagamentos feitos mensalmente por Microempresas, Empresas de Pequeno Porte e Microempreendedores Individuais.

A expectativa da Receita Federal é permitir que ao longo do próximo ano, todos os documentos de arrecadação que estão sob sua gestão tenham o QR Code do Pix, o que corresponde a 320 milhões de pagamentos por ano. Com informações da Agência Brasil.
A Receita Federal e o Banco Centram cobram impostos pelo Pix