Publicado em: 04/12/2020

Pix começou a funcionar integralmente! Entenda mais sobre.


O Pix é uma nova forma de transferir dinheiro, de forma instantânea. Como forma alternativa as tradicionais para transferir dinheiro, usado também para efetuar pagamentos.

Segundo o Banco Central, 71 milhões de chaves Pix já foram cadastradas no novo sistema de pagamentos instantâneos.

Seu objetivo principal é o aumento da digitalização das transações financeiras no Brasil, promete oferecer um meio de pagamento mais seguro, competitivo e rápido permitindo que as transferências, de qualquer valor, e pagamentos sejam realizados em 10 segundos com a disponibilidade de 24 horas por dias, todos os dias por semana, inclusive feriados.

A expectativa do mercado é que o Pix substitua o DOCs e TEDs, justamente por ser um sistema gratuito para pessoas físicas e MEIs, e pela sua disponibilidade. Além disso, traz em sua função a possibilidade de efetuar compras online e off-line.

Segundo o Banco Central, mais de 69,6 milhões de cadastros para uso do sistema foram registrados até a última quinta-feira. Desde o mês passado os brasileiros passaram a cadastrar as chaves de endereçamento no sistema.

As transferências podem ser feitas digitando apenas o celular, CPF ou e-mail, e pelas chaves Pix, e pagamentos por meio de QR Codes. As chaves são uma forma de identificar o usuário dentro do sistema Pix, funcionando como endereço da conta no novo sistema. Já os QR Codes são os códigos de barras bidimensionais, ao escaneados pelo aplicativo da instituição financeira com a câmera do smartfone efetiva os pagamentos.

#PIX #Pagamentos #direitobancário #finanças #tecnologia #economia #GestãoFinanceira #Negócios #fintechs

Pix começou a funcionar integralmente!